voltar

EN

 

depoimentos

PRÓXIMOS PASSOS

O conteúdo presente nesse site pode ser considerado como um primeiro passo na pesquisa de parte da carreira de Moacir Santos, advinda da dissertação de mestrado "A trilha musical como gênese do processo criativo na obra de Moacir Santos", que tem um recorte temporal específico nos primeiros anos da década de 1960, o período brasileiro de sua produção de trilhas. Para um estudo completo das obras de Moacir, ainda há terras a desbravar, especialmente no que tange à investigação da produção de música para audiovisual feita por Santos em terras norte-americanas.

Desde 2014 está sendo conduzida uma pesquisa de doutorado que foca exatamente na produção das trilhas de Moacir ao longo das primeiras décadas em que o compositor fixou residência nos EUA, aproximadamente de 1967 a 1985. Por essa época, Santos passou a ser um requisitado compositor das indústrias de cinema e televisão norte-americanas, tendo participado da produção de importantes filmes e seriados do período. Apesar de ainda hoje pouco se saber a respeito, são dignas de nota as parcerias com Henry Mancini [1924-1994] e Lalo Schifin [1932-], nas quais especula-se que Santos tenha atuado como ghostwriter e/ou orquestrador.

Como parte integrante da pesquisa de doutorado em andamento, será realizada uma extensa pesquisa de campo na Califórnia entre 2015 e 2016, a ser sediada na University of California at Los Angeles [UCLA]. O principal foco do período no exterior será a realização de uma série de entrevistas com profissionais que trabalharam com Santos contemporaneamente, ou que atuaram nas funções de ghostwriters/orquestradores nas indústrias da música de cinema e televisão locais. Ademais, serão realizadas consultas a diversos acervos, com especial atenção ao acervo pessoal da família Santos, que vive na Califórnia e guarda partituras, cadernos de anotação, livros, discos e outros materiais de grande relevância.

Uma vez concluída essa pesquisa adicional, esperamos que o material levantado possa ser agregado ao presente projeto, de forma a disponibilizar um conteúdo cada vez mais completo e atualizado para consulta pública.

PRESS RELEASE

referências externas e futuro da pesquisa


PESQUISA

créditos e agradecimentos

Concepção e produção:

Patrocínio:

Coordenação e produção Itaú Cultural:

Assessoria jurídica Itaú Cultural:

Transcrições musicais:

Transcrições musicais adicionais:

Revisões das transcrições musicais:







Edição e diagramação das partituras:

Projeto gráfico e programação do site:

Redação e coordenação editorial:

Depoimentos em vídeo:






Depoimentos textuais:




Tradução para versão em inglês:

Traduções adicionais:

Revisão dos textos:


Fotos:

Edição  das fotos:

Agradecimentos:











Observação:

Lucas Zangirolami Bonetti

Itaú Cultural
FAPESP

Glaucy Tudda, Tânia Rodrigues, Edson Natale, André Judice

Alexandre Pegorato

Lucas Zangirolami Bonetti

Nailor Azevedo - "Proveta"

André Mehmari [revisão musical geral]
Nailor Azevedo - "Proveta" [revisão de sopros]
Ari Colares [revisão de percussão popular]
Fernando Hashimoto [revisão de percussão sinfônica]
Fernando Corrêa [revisão de violão, guitarra e contrabaixo]
Paulo Celso Moura [revisão de voz]
Sérgio Schreiber e Marisa Silveira [revisão de cordas arcadas]
Douglas Berti [revisão de piano, acordeom e bandoneón]

Lucas Zangirolami Bonetti

LPG Produções Gráficas

Lucas Zangirolami Bonetti
Ronaldo Evangelista

Edson Natale
Andrea Ernest Dias
Ney Carrasco
Nailor Azevedo - "Proveta"
Carlos Alberto Oliva - "Pollaco"
Paulo Tiné
Lucas Zangirolami Bonetti

Mario Adnet
Moacir Santos Jr.
Antônio Pitanga
Wynton Marsalis
Zé Nogueira

Atelier das Palavras

Lucas Zangirolami Bonetti

Sara Kim
Marianna Kamiya Gouveia
Rose Zangirolami

Acervo pessoal da família Santos
Guto Costa

Rose Zangirolami

FAPESP [processos 2012/11195-4, 2013/23992-9 e 2015/03111-3], Itaú Cultural, Instituto de Artes da UNICAMP,
Marianna Kamiya Gouveia, Gilberto Bonetti, Rose Zangirolami,
Moacir Santos Jr., Andrea Ernest Dias, Ney Carrasco, Paulo Tiné,
Flávio Ramos Tambellini, Regina Werneck, Adriana Vendramini [Copyrights Consultoria], Carlos Diegues, Fátima Fonseca [Luz Mágica Produções], Ruy Guerra, Nei Lopes, Sony ATV, Sara Kim, Andre Checchia Antonietti, Daniel Tápia, Renan Paiva Chaves, Lucas Brogiolo, Ivan Eiji Simurra, Marcos de Luca, Bárbara Ianelli, Randal Johnson, Paul Smith, Mark Levine, Sanifu Hall, Dean Christopher, Ray Pizzi, Patrick McLaughlin, Rique Pantoja, Sergio Mielniczenko, Schuyler Dunlap Whelden.

As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade dos autores e não necessariamente refletem a visão da FAPESP.

créditos adicionais - transcrições e revisões

 

As partituras foram transcritas ao longo de oito meses, durante a pesquisa acadêmica. Posteriormente, mais seis meses foram necessários para que todas elas fossem submetidas a minuciosas revisões de importantes músicos, cada um ficando responsável por um instrumento ou família de instrumentos. Por fim, o material passou por uma revisão geral e pelo processo de diagramação, de forma a disponibilizar o conteúdo da melhor forma possível.

Lucas Zangirolami Bonetti [transcrição geral]

Doutorando e mestre em música pela UNICAMP [ambos com financiamento da FAPESP], estuda a obra composicional de Moacir Santos por meio da análise de suas trilhas musicais. Com essa pesquisa já apresentou trabalhos em congressos por vários estados do Brasil e também no exterior. Atuou como instrumentista na Orquestra Jovem Tom Jobim e na Big Band da Santa, bem como mantém seus trabalhos autorais: Lucas Bonetti | OCTETO e Lucas Bonetti | QUARTETO.

André Mehmari [revisão musical geral]

Pianista, arranjador, compositor e multi-instrumentista. Premiado tanto na área erudita [Nascente-USP, Concurso Camargo Guarnieri e Prêmio Carlos Gomes] quanto popular [Visa, Nascente-USP], André já teve suas composições e arranjos tocados por alguns dos mais expressivos grupos orquestrais e de câmara brasileiros, entre eles OSESP, OSB, Sujeito a Guincho e Quinteto Villa-Lobos. Como instrumentista já atuou ao lado de Milton Nascimento, Guinga, Mônica Salmaso, Toninho Horta, entre muitos outros nomes da música popular brasileira. Além disso, gravou Contínua Amizade, com Hamilton de Holanda; De Árvores e Valsas...; Miramari, com Gabriele Mirabassi; Nonada, indicado ao Grammy Latino em 2008; e Afetos.

Nailor Azevedo - "Proveta" [transcrições adicionais e revisor de sopros]

Iniciou sua carreira profissional no final dos anos 1970, em São Paulo, mas tocava e convivia com a música desde a infância. Integrou a orquestra do maestro Sylvio Mazzucca e, ao longo de sua trajetória, atuou em shows e gravações com vários artistas brasileiros e internacionais, de diversos estilos e projeções. É líder da Banda Mantiqueira, grupo instrumental com o qual lançou os discos Aldeia [1996], indicado ao Grammy em 1998 na categoria Jazz Latino; Bixiga [2000], Terra Amantiqueira [2005]; além de três discos em parceria com a OSESP. É diretor artístico da Escola do Auditório Ibirapuera e regente da orquestra Furiosa do Auditório.

Ari Colares [revisão de percussão popular]

Músico e educador especializado em percussão e ritmos brasileiros. Atuante no Brasil e exterior, lecionando ou tocando com importantes nomes da música. Tendo já atuado com Naná Vasconcelos, Egberto Gismonti, Monica Salmaso, Zizi Possi, Ceumar, dentre outros. Participa de diversos projetos com o pianista Benjamim Taubkin, destacando-se Clareira e Al Qantara, com quem tem viajado para diversos países.

Fernando Hashimoto [revisão de percussão sinfônica]

Professor de percussão e rítmica da UNICAMP desde 2001, é fundador e diretor do GRUPU - Grupo de Percussão da UNICAMP. Fernando é doutor em percussão pela CUNY [bolsista CAPES/Fulbright], além de ser bacharel e mestre em música pela UNICAMP. Atuou como timpanista solista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas e, como solista e recitalista, já ministrou clínicas e recitais em diversas universidades e festivais internacionais.

Fernando Corrêa [revisão de violão, guitarra e contrabaixo]

Guitarrista e violonista, possui graduação e mestrado na Kunst Universitat in Graz [Áustria]. É professor de guitarra na FASM desde 2006 e atua como guitarrista da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo desde 2000. Gravou e lançou diversos discos: Em Contraste [1996], Marea [1996], Fernando Corrêa [2002] e Dez Arranjos [2012]. É autor de uma série de livros didáticos: Improvisação para guitarra e outros instrumentos [2004], Brazilian Play-Along [Ed. Free Note, 2006], Estudo rítmico sobre Coltrane [Ed. Som, 2010] e Guitarra básico 1 [Projeto Guri, 2011].

Paulo Celso Moura [revisão de voz]

Professor de Regência Coral do Instituto de Artes da UNESP [Campus São Paulo] e regente do Coro Juvenil da Fundação OSESP, onde também ministra cursos de formação para professores da rede pública. Foi professor na FASM [Faculdade Santa Marcelina] e na Universidade Municipal de São Caetano do Sul, onde atuou intensamente no processo de implantação do Plano Municipal de Cultura da cidade.

Sérgio Schreiber [revisão de cordas arcadas]

Bacharel em violoncelo. Foi membro da OSESP [Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo] entre 1989 e 1994. É membro da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo desde 1997 [desde 2005 como primeiro violoncelo] e membro da OSUSP [Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo] desde 1995 [concertino de naipe].

Marisa Silveira [revisão de cordas arcadas]

Estudou no Conservatório Dramático e Musical "Dr. Carlos de Campos" de Tatuí. Foi integrante da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo de 1984 a 1994 e, desde 1994, atua na Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo como violoncelista.

Douglas Berti [revisão de piano, acordeom e bandoneón]

Compositor e regente formado pela UNESP e mestre em música na área de trilhas sonoras, pela UNICAMP. Transcreveu e digitalizou obras de compositores mineiros do período colonial, obras do Instituto de Artes da UNESP [Villani­ Cortes], e de importantes hinários da CNBB. Compôs trilhas sonoras para a TV [Record/SBT], atua como produtor musical em estúdios de São Paulo e, mais recentemente, como pianista da orquestra brasileira Café Latino [Pullmantur], em turnês pela Europa.

© 2015 Trilhas Musicais de Moacir Santos  |  Todos os direitos reservados  |  Criado por LPG